Criança a desenhar
Coronavírus: Saiba quais são as medidas extraordinárias
March 17, 2020
Bebé a brincar
10 atividades para fazer em casa
March 20, 2020

A Importância do Papel do Pai

Pai e filho
 

Quando o casal está à espera de bebé, é normal que todas as atenções se voltem para a futura mãe e para o filho/a que está a crescer na sua barriga. Contudo, os futuros pais também têm dúvidas e medo de não conseguir desempenhar o seu novo papel. Estes receios podem não ser iguais aos das mulheres, até porque elas passam por mudanças físicas que lhes proporciona um contacto mais próximo com o bebé.


Informação

Para se preparar, o futuro pai deve, numa primeira fase, informar-se sobre este novo mundo. Perceber as alterações físicas e psicológicas que a gravidez vai provocar na mulher, de forma a conseguir compreender melhor o lado dela e as suas mudanças de comportamento. Este passo é importante, pois o pai pode consciencializar-se melhor do forte impacto que o seu apoio e envolvimento têm na gravidez e, por sua vez, melhorar a relação do casal.

Aprender como o bebé se vai desenvolver durante os 9 meses, é igualmente importante para o futuro pai se mentalizar para esta nova função que o espera. Atualmente, a maior parte dos pais faz questão de viver todos os passos da gravidez, nomeadamente:
• Acompanhar a mãe às consultas e aos exames;
• Experienciar com ela todos os momentos marcantes ao longo da gravidez;
• Preparar, em conjunto, o enxoval para acolher o bebé em casa.


O dia do parto

A presença do pai é uma parte muito importante no dia mais esperado pelo casal, tanto durante o parto, como também no antes e depois do mesmo. Tarefas como dar entrada na maternidade com a mãe, esperar com ela, apoiá-la e acalmá-la são essenciais.


Sala de partos

A entrada ou não do pai na sala de partos é uma decisão muito importante e que cabe apenas ao casal. Apesar de não querer perder este momento, é normal o homem ficar demasiado ansioso, impressionado ou sentir-se mal. Não deve culpabilizar-se, caso decida não assistir ao parto, pois a mãe poderá ser acompanhada por outro familiar ou alguém que lhe transmita confiança e tranquilidade.

No caso de decidir assistir ao parto, é normal não saber como a deve ajudar. Existem algumas coisas que pode fazer, nomeadamente:
• Tentar passar uma sensação de calma, ou deixará a sua companheira ainda mais nervosa;
• Falar com ela e acompanhar a sua respiração;
• Fazer massagens nos intervalos das contrações;
• Colaborar com a equipa médica no que lhe for pedido.


Pós-parto

Após o parto, com a chegada do bebé, é necessário reinventar a rotina e adaptá-la à chegada do novo membro da família. A mãe está tão envolvida nesta sua nova função e na prestação de cuidados do bebé que, por vezes, é natural que o pai se possa sentir excluído. Contudo, depois do bebé nascer, é importante que o pai continue a ter um papel ativo, repartindo as tarefas com a mãe.

Nesta fase é importante que o pai apoie e tranquilize a mãe, envolvendo-se nos cuidados do bebé, de forma a aliviar a sua carga de trabalho e permitindo que ela possa descansar. As interações pai-filho/a têm também um impacto importante no desenvolvimento social e psicomotor do bebé. Quanto maior for a sua participação, melhor é a relação que se estabelece não só com o filho/a, como também a relação entre o casal.


Depressão pós-parto

Tal como acontece nas mulheres, os pais também podem sofrer de depressão após o nascimento do bebé. De acordo com um estudo publicado no Journal of The American Medical Association (JAMA) em 2010, cerca de 10% dos homens sofrem de depressão nos meses a seguir ao nascimento do bebé. Os sintomas são:
• Tristeza;
• Ansiedade;
• Raiva;
• Irritabilidade.

Para ultrapassar esta fase menos boa, é importante procurar apoio especializado, bem como ocupar-se com atividades que lhe deem prazer, praticar exercício físico, fazer uma alimentação equilibrada e variada e evitar o isolamento.
 

Acompanhe as redes sociais da BabyLoop para conteúdo adicional!