Amamentação e aleitamento materno foi um dos temas mais procurados pelas grávidas durante o confinamento
August 10, 2020
Grávida
Saúde oral durante a gravidez
August 14, 2020

É normal o meu bebé…? (6-12 Meses)

Médica Pediatra
 
A chegada de um filho traz sempre preocupações, inseguranças e dúvidas. Contudo, há algumas manifestações clínicas nos bebés que assustam os pais e que são completamente normais, não devendo por isso ser um motivo de preocupação maior.


— 6-12 Meses


1. … Não se sentar aos 8 meses?

Aos 6 meses o bebé já segura bem a cabeça e aumenta o tónus e a força dos músculos do pescoço e das costas, o que permite que a partir desta idade possa estar sentado. Inicialmente fica sentado apenas com apoio (de almofadas, cadeira…) mas progressivamente vai conseguindo estar mais tempo nesta posição e, a maioria, aos 9 meses já ficará sentado sem apoio nas costas durante cerca de 10-15 minutos.

É normal aos 8 meses ficar sentado apenas com apoio, mas deve ajudar o seu bebé a fortalecer os músculos das costas e a passar mais tempo na posição de sentado com o rabo bem apoiado para trás, de forma a progressivamente ir conseguindo sentar sem apoio.


2. … Não gatinhar aos 8 meses?

A maioria dos bebés começa a tentar deslocar-se próximo dos 9 meses de idade, sob a forma de gatinhar, arrastar-se para a frente ou para trás. É normal aos 8 meses ainda não o fazer ou fazê-lo de outra forma que não gatinhando.

Promova atividades num tapete, incentivando-o a deslocar-se, rolar e ir ao encontro dos brinquedos que se encontrem mais distantes.


3. …. Não se colocar de pé aos 9 meses?

A partir dos 9/10 meses a maioria dos bebés consegue suster o peso do corpo nos membros inferiores, permanecendo na posição de pé agarrados, o que deve estar adquirido aos 12 meses de idade.

Para incentivar o seu filho a adquirir esta posição, pode colocar brinquedos que lhe despertem atenção em cima de uma cadeira, banco ou sofá, de forma a procurá-los e tentar chegar a eles. Esta atividade deverá ser sempre supervisionada e realizada num local com tapete mole por baixo que ampare a queda.


4. …. Dormir sestas de duração muito curta?

Entre os 4 e os 12 meses de idade, a duração de sono dos lactentes é em média de cerca de 12-16 nas 24 horas, sendo o período de sono noturno de 9-10 horas. Nestas idades a maioria das crianças têm períodos de sono diurno/” sestas” de cerca de 50 a 90 minutos. Após a consolidação do sono, que ocorre aproximadamente aos 6 meses, a duração das sestas aumenta para 90 a 120 minutos, verificando-se uma diminuição progressiva do número de sestas diurnas, de quatro para duas.

É normal haver diferenças entre as crianças na duração do sono, sobretudo nas sestas. Se a criança tem sono reparador, apresentando sono noturno de duração esperada e tranquilo, cresce e se desenvolve bem, e tem comportamento normal durante o dia, não se deve preocupar com o curto período do sono diurno.


5. … Dormir mal depois das vacinas?

Há alguns fatores físicos e psicológicos que podem contribuir para a fragmentação do sono noturno das crianças. Entre eles destacam-se as intercorrências infeciosas, a erupção dentária e a administração das vacinas. Estes serão períodos autolimitados, após os quais as crianças recuperam o seu padrão de sono habitual.


6. … Chorar para dormir e lutar contra o sono?

Há algumas crianças que apresentam dificuldade em iniciar o sono, ao deitar ou nos pequenos despertares fisiológicos durante a noite. Podem chorar, gritar, espernear, e “lutar para manterem-se acordados”. Na maior parte das vezes é comportamental, a chamada dissónia, resultando de associações erradas que as crianças fazem ao início do sono. Ou seja, a criança não aprende a iniciar o sono por si só, sem ajuda, associando-o a um objeto, a um adulto, a uma refeição, ou a outro ritual, ficando dependente destes para iniciar o sono.

Por vezes pode tratar-se de ansiedade de separação, stress, medos ou desregulação do ciclo circadiano da criança.
O ideal é manter a rotina diária e de sono, deitar a criança sempre no mesmo horário, ainda acordada e sem ajuda (embalo, refeição). Se estiver para dormir e começar a chorar deve manter-se no berço na sua presença, seja firme e não ajude a eternizar esta situação. Se necessário, use um objeto de transição para acalmar e ajudar no adormecer.

7. … Alimentar-se durante a noite aos 9 meses?

Após os 6-9 meses, o lactente pode ingerir no máximo 500 ml de leite ou equivalente de alimentos lácteos. A partir desta idade já não tem necessidade de despertar noturno para alimentação, qualquer que seja o tipo de aleitamento praticado.
 


Conheça os outros temas abordados pela Dra BabyLoop!

Marta Mesquita

A Doutora Marta Mesquita é formada em Medicina pela Universidade de Coimbra, sendo especializada em Pediatria Médica. Atualmente, exerce funções no Centro Hospitalar do Baixo Vouga.